Organizado em parceria entre a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), o Centro de Pesquisa e Documentação Histórica (UFAL), a Universidade Estadual de Alagoas, a Universidade Federal de Pernambuco, a Universidade do Estado do Amazonas, a Universidade Estadual de Santa Cruz-Ilhéus-BA, a Universidade Federal do Sul da Bahia, e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (FAPEAL), a Fundação Nacional do Índio-AL, o Movimento de Mulheres Indígenas e a Associação Brasileira de História das Religiões, neste ano de 2020, o 12º Encontro Nacional de História terá como título “História Indígena: territórios, resistências e direitos humanos”.

A partir da década de 1990, os estudos históricos sobre os povos indígenas passaram a destacar sua participação no processo de desenvolvimento das sociedades coloniais e pós-coloniais. Para isso, foi necessário refletir sobre a escrita da história do Brasil, que desde seus primórdios sustentava a ideia de que os indígenas precisavam ser inseridos na civilização a ponto de perderam sua etnicidade. Esse imaginário estereotipado e preconceituoso legitimava políticas indigenistas desastrosas e relações sociais violentas, resultando em inúmeros casos de violação dos direitos humanos dos povos originários desde o período colonial, passando pelo Império brasileiro e por todos os governos republicanos, seja em momentos democráticos, seja em momentos autoritários, chegando aos dias atuais com alto índice de repetição.

Embora com a Constituição de 1988 tenha ocorrido um certo avanço político e jurídico no que diz respeito aos direitos desses povos, as conquistas constitucionais são diariamente desrespeitadas, negando aos indígenas o direito mais elementar de todo o ser humano: o direito à vida. Tendo em vista o acirramento, em 2019, dos ataques aos povos indígenas do Brasil e ao meio ambiente, necessário para a reprodução e sobrevivência desses povos, o 12º Encontro Nacional de História da UFAL terá como proposta o questionamento das práticas criminosas e da violência simbólica sofridas pelos povos indígenas do Brasil. Em diálogo com o movimento indígena, o evento terá como objetivo principal destacar o protagonismo político desses sujeitos históricos.

 

Comissão Organizadora

Maceió, 16 de março de 2020.

 

Coordenação Geral

 

Michelle Reis de Macedo (UFAL)

 

Comissão Organizadora

Ana Paula Palamartchuk (UFAL)

Anderson da Silva Almeida (UFAL)

Cláudia Baeta F. Leal (Mestrado-IPHAN)

Carlos José Ferreira Santos (UFSB; PUC-SP)

Diego Omar da Silveira (UEM; ABHR)

Edson Hely Silva (UFPE)

Elias Ferreira Veras (UFAL)

Irinéia Maria Franco dos Santos (UFAL)

Lídia Baumgarten (UFAL)

Realização:

Universidade Federal de Alagoas (UFAL); Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL); Universidade do Estado do Amazonas (UEM); Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB); Universidade Estadual de Santa Cruz-Ilhéus-BA (UESC); Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Mestrado-IPHAN); Departamento de História-UFAL; Programa de Pós-Graduação em História (PPGH-UFAL); Centro de Pesquisa e Documentação Histórica (CPDHis).

Apoio: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (FAPEAL); Associação Brasileira de História das Religiões; Fundação Nacional do Índio-AL; Movimento de Mulheres Indígenas.

 

Comissão Científica

 

Monitoria

 

CRIAÇÃO E PRODUÇÃO VISUAL

 

Paulo Henrique dos Santos Araújo

Roberta dos Santos Sodó

 

Organização do Caderno de Resumos e Programação (Editoração e Revisão)

 

Anderson da Silva Almeida (UFAL)

Carlos José Ferreira Santos (UESC-Ilhéus-BA; PUC-SP)

Elias Ferreira Veras (UFAL)

Diego Omar da Silveira (UEM; ABHR)

Irinéia Maria Franco dos Santos (UFAL)

Michelle Reis de Macedo (UFAL)

Comissão de Divulgação

Ana Paula Palamartchuk (UFAL)

Anderson da Silva Almeida (UFAL)

Cláudia Baeta F. Leal (Mestrado-IPHAN)

Carlos José Ferreira Santos (UFSB; UESC)

Diego Omar da Silveira (UEM; ABHR)

Edson Hely Silva (UFPE)

Elias Ferreira Veras (UFAL)

Irinéia Maria Franco dos Santos (UFAL)

Lídia Baumgarten (UFAL)

 

Agradecimentos

 

Aos/Às funcionários/as da UFAL, especialmente, do ICHCA e dos cursos de História; Aos/Às palestrantes e artistas; Aos/Às monitores/as; Aos/Às companheiros/as professores/as do Departamento de História; À FAPEAL.

Sem a parceria de vocês este evento não teria sido possível. Obrigado!

ATENÇÃO APRESENTADORES DE COMUNICAÇÃO NOS SIMPÓSIOS TEMÁTICOS

Aviso 1: Aqueles/as apresentadores/as que desejarem completar alguma informação institucional faltante no preenchimento do formulário, por favor, escrever para: encontrohistoriaufal@gmail.com

Aviso 2: Aqueles/as apresentadores/as que desejarem o envio de carta de aceite, por favor escrever para o email: encontrohistoriaufal@gmail.com 

© 2017 por CPDHis - Centro de Pesquisa e Documentação Histórica - ICHCA - UFAL. Maceió - Alagoas - Brasil.