9. O gênero continua a ser uma categoria útil de análise histórica? Algumas reflexões a partir da obra e pensamento da Joan Wallach Scott.

Ministrantes: Alessandro Cerqueira Bastos, mestrando pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal da Bahia (UFBA); Fabrício de Oliveira, mestrando pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Quando da publicação em português, no idos finais dos anos 1990, o texto “gênero: categoria útil de análise histórica” tornou-se amplamente discutido nos círculos feministas acadêmicos e ativistas, gerando repercussões para além da própria disciplina história, mas também impactando nas formas de atuação política e epistemológica das feministas acadêmicas e não acadêmicas. É nesse sentido, que este minicurso busca refletir e problematizar, a partir, principalmente, de uma seleção de textos publicados desde dos final dos anos 80 do século XX da vasta bibliografia produzida pela historiadora feminista Joan Wallach Scott, a respeito das concepções de gênero defendidas e criticadas nestas obras, assim como a própria noção de identidade feminina, experiência, a definição de método historiográfico, o campo da história social, conceitos como discurso, assim como a política que foi engendrada pelas epistemologias feministas aí propostas. Em que pese as reflexões da Scott tenham sido direcionadas principalmente para os estudos sobre mulheres e relações de gênero, as suas proposições, é importante salientarmos, possuem um potencial de reformulação dos próprios termos da ciência histórica, ao denunciarem o caráter masculinista universal da escrita da história.

Duração de 4h.

04 e 05/09 – 13h-15h30min.

© 2017 por CPDHis - Centro de Pesquisa e Documentação Histórica - ICHCA - UFAL. Maceió - Alagoas - Brasil.